Guia de Estudos Agorista

O que é agorismo?

Axiomas do Agorismo

Para entender completamente o Agorismo e o comparar com as formas de pensar competidoras, é necessário saber duas coisas sobre ele: seu objetivo e o caminho para este objetivo. Esse conhecimento é crítico para avaliar todas as ideologias. O objetivo é viver na Ágora e o caminho é expandindo a Contra-Economia. Lembre-se que nossa constante, foca em consistência, tanto internamente quanto com a realidade. O Agorismo deve ter um caminho consistente com seu objetivo e um objetivo consistente com seu caminho.

Uma sociedade livre é o objetivo de muitas pessoas, nem todas agoristas, nem mesmo libertárias. Agoristas não podem ver nada além de um livre mercado em uma sociedade livre; afinal de contas, quem ou o que vai impedi-lo?

O primeiro axioma do Agorismo: 

“O mais próximo de uma sociedade livre é uma Ágora incorrupta.” (Mercado aberto)

O axioma “número zero” do Agorismo:

“Não existem contradições na realidade e a teoria deve ser consistente com a realidade”.

O segundo axioma do Agorismo: 

“A Ágora se autocorrige quando houver pequenas perturbações de corrupção. ”

Esse axioma nos leva à uma imagem bem mais detalhada de como a nossa sociedade quase livre se parecerá. Ele significa apenas que entidades do livre mercado protegerão o livre mercado. Pessoas tem que escolher fazer isso, é claro, mas o incentivo (oferecido pela satisfação subjetiva) vai estar presente para motivá-los a fazer isso e será o suficiente para motivar pessoas a proteger o livre mercado. Criminosos ocasionalmente serão descobertos, procurados, encontrados, apreendidos, julgados, sentenciados, compelidos a dar restituição, e (se possível) impedidos de cometer essas ações no futuro. 

O terceiro axioma do Agorismo:

“O Sistema Moral de qualquer Ágora é compatível com o Libertarianismo puro.” 

Esse axioma significa que vida e propriedade estão protegidas de todos aqueles que agem moralmente nessa sociedade. Nós vamos descrever isso na próxima seção, mas vamos completar os axiomas primeiro. 

O quarto axioma do Agorismo: 

“A Ágora em parte é a Ágora em completo; numa aproximação que funciona, a corrupção da Ágora aumenta os custos de proteção e riscos. ” 

O uso deste axioma vai ficar estupidamente claro quando nós falarmos do caminho. O Agorismo tem mais teorias, porém, elas são derivadas desses axiomas.

Para os intelectuais profissionais viajando pelo Agorismo pela primeira vez eu preciso adicionar mais um axioma:

“As teorias do Agorismo são um sistema aberto. ”

Isso simplesmente significa que nós podemos descobrir e adicionar outros axiomas e então checar o quão consistente eles são com o que já temos.

O Objetivo do Agorismo: A Ágora

Com aquela pequena erupção filosófica na última seção, nós estamos prontos para imaginar a sociedade que estamos buscando. O objetivo do Agorismo é a Ágora. A sociedade de mercado aberto humanamente mais próxima de não ser contaminada por assalto, roubo e fraude é o mais perto de uma sociedade livre que pode ser obtida e uma sociedade livre é a única na qual todos nós podemos satisfazer nossos valores subjetivos sem destruir os valores dos outros através da violência e coerção.

É um pouco tarde para perceber, talvez, mas se seus valores mais importantes requerem assassinato e roubo, você não vai gostar da Ágora. Ainda assim, você não gastou seu tempo, já que acabou de ler uma introdução para o pensamento do seu pior inimigo.

Quem é o agorista?

Lembre-se, um agorista é aquele que vive Contra-Economicamente sem culpa por suas ações heroicas do dia-a-dia, com a antiga moral libertária de nunca violar a vida ou propriedade de outrem. Não há “cartão de membro” para enganar você; um agorista é aquele que vive no Agorismo. Não aceite falsificações.

Há agoristas tentando “viver de acordo com isso”. Há, claramente, mentirosos que alegam ser qualquer coisa. Como Yoda disse de maneira tão sucinta: “é fazer ou não fazer, não existe o tentar”.

Isso é Agorismo. 

Texto Indicado: Introdução da Cartilha Agorista de Samuel Edward Konkin

Agorismo é um jeito de pensar sobre o mundo a sua volta, um método para entender porque as coisas funcionam do jeito que funcionam, como elas funcionam e como elas podem ser lidadas – como você pode lidar com elas. Agorismo foi feito para melhorar muito para todos, não para uma elite escolhida ou para uma subclasse ralé.

Agorismo pode ser definido de maneira simples: é pensamento e ação consistentes com liberdade. Quando se lida com “pensar”, “agir”, “consistência” e, especialmente, “liberdade” as coisas se tornam mais e mais complexas. 

Consistência

Persista na virtude da consistência. A recusa a se comprometer, se enganar, “se vender” ou “ser realista” criou o Agorismo. Considere “ser realista”. Isso normalmente implica que a teoria é boa para ser pensada, mas na prática deve-se lidar com a realidade. Agoristas acreditam que qualquer teoria que não descreva a realidade é inútil ou uma tentativa deliberada de intelectuais para fraudar os não especialistas. 

Quando alguém te impele a ser realista, você pode pegar um livro Agorista para obter a melhor descrição que encontrar sobre como o Agorismo realmente funciona. Se você deseja encontrar livros e artigos que “falseiam a realidade” em prol de desejos, caprichos, medos e rancor, busque por rótulos como “liberal”, “conservador”, “socialista”, “comunista”, “fascista” ou—o pior de todos—“centrista” ou “moderado”.

A realidade não conhece moderação; ela é—por inteiro. Uma forma de pensar chegou perto do Agorismo e é muito bem conhecida hoje; lidaremos com o Libertarianismo mais tarde em detalhes. Ele foi uma ideologia de Liberdade, que teve de escolher entre a consistência com a realidade e ser a “política da liberdade”. Escolheu a última: a contradição de buscar obter poder político sobre outros para eliminar poder político sobre outros.

Aqueles que continuaram a buscar liberdade consistentemente e sem a contradição prática dos Libertários se tornaram Agoristas. Essa é uma segunda definição histórica para você.

 Metodologia Agorista

Agorismo é uma ideologia, portanto, mas é também uma forma científica e definitivamente materialista de pensar. Não é uma visão religiosa  exceto que acredita que liberdade absoluta é moral—tampouco pretende tomar o lugar das visões religiosas de qualquer um—a menos que levem à escravidão. O Agorismo não deseja “verdadeiros crentes” no sentido de seguidores cegos. Como toda forma de pensar baseada cientificamente, evoluirá conforme nosso entendimento da realidade. Quem tiver fé em algo provado falso que já foi princípio do Agorismo não é um agorista.

A realidade é nosso padrão. A natureza é nossa legisladora. Em um sentido geral, o Agorismo é científico, pois se baseia em observações verificáveis sobre a realidade. Mas é científico em um sentido específico também. Pode ser difícil para químicos, físicos e engenheiros acreditarem que uma “ciência sólida” já foi desenvolvida em campos como economia ou ciência política; mas a descoberta dessa ciência por mim—um duro químico teórico, cínico de ciência “suave” — levou eventualmente através do Libertarianismo para o Agorismo.

Praxiologia e Contra-Economia

O estudo da ação humana (praxiologia) produziu algumas observações repetíveis que merecem o título de lei científica. A área da ação humana que lida com trocas entre humanos agentes (cataláxia) cobre a mesma área de pensamento que a economia deveria cobrir, mas frequentemente  com diferentes conclusões.

Esse tipo de economia (às vezes chamado de economia austríaca) foi usado por especuladores como Harry Browne e Doug Casey para investir em instrumentos de dinheiro pesado, vencer os impostos e sobreviver quando a sociedade ao seu redor está operando sobre irracionalidade e tolice. Tem essa potência, uma ferramenta para sobreviver em meio a melancolia e desgraça.

No entanto, pode ser mais. Aplicando esse entendimento econômico a toda ação humana independente de desejos, caprichos, medos e rancor do agente mais poderoso na sociedade — o estado (governo coercitivo) — um novo campo teórico que lida apenas com ações práticas emerge: A Contra-Economia. 

A Melhor Definição de Agorismo

Finalmente, quando a teoria libertária encontra a Contra-Economia, o que surge — em estrita consistência, tanto externa quanto interna — é o Agorismo. Essa é outra definição.

E essa é a definição com a qual me sinto mais confortável, a que os ladrões intelectuais acham mais difícil de perverter ou roubar: Agorismo é a integração consistente da teoria libertária com prática Contra-Econômica; um agorista é alguém que age consistentemente pela liberdade e na liberdade.